France Day Suassuna

Palavra e Humanidade

Textos


TELHADO DE VIDRO

Fim de noite de domingo!
De ressaca,
pelo desfrutar da família e da cerveja,
onde se mistura amor com churrasco,
batata frita com refrigerante.

Deitada na cama, desejei
uma casa com telhado de vidro.
Já imaginou?
Dividir pensamentos com estrelas, lua, chuva, sol, céu,
nuvens, discos voadores, cometas?

Um universo inteiro para partilhar...
Que belo, mas que sonho!
Tão frágil, que logo, se destruiria.
E quando viesse o meteoro?
Então, fico aqui...

Sentindo a segurança e a angústia
que o concreto das paredes sugerem...
Estranho, ter direito ao certo...
E o belo?
Entristeço.

Refaço-me...
Parafraseando o poeta maior:
“Sinto-me um beduíno num oásis de miragem.”
Deus nos concedeu o poder da CRIAÇÃO.
Imagino o belo, e busco, por ele, neste poema.
France Day Suassuna
Enviado por France Day Suassuna em 29/07/2006
Alterado em 28/08/2006

Música: Noelles - Melhor do Oscar



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras